Calendário PIS 2022 – Consulta PIS – Saque, Extrato

Veja o calendário PIS 2021, saiba o que é PIS, confira como consultar, quem tem direito, saiba qual é o valor e muito mais. Neste artigo você vai conferir tudo sobre o PIS, então fique atento.

O saque do abono salarial (PIS/Pasep) 2020/2021 referente ao ano base 2019, já tem data para ser realizado. Por isso, se você tem direito a esse benefício é preciso ficar atento as datas e logo abaixo vamos mostrar o calendário.

Toda pessoa que trabalha para uma empresa privada e é registrado no regime CLT tem um número PIS (Programa de Integração Social).

Mas, não são todas as pessoas que sabem o que é o PIS, por isso vamos falar agora um pouco sobre ele para que fique claro tudo sobre esse programa.

O PIS foi fundado no ano de 1970 e é, além de um número, um benefício que é pago aos trabalhadores de empresa privada todo o ano, pelo governo federal.

Ele é conhecido também como PIS/PASEP. Para quem não sabe, o PASEP é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público que é o mesmo benefício do PIS, porém para os funcionários públicos.

Desde a criação desse benefício ele já passou por algumas mudanças, antes ele era pago todo ano pelo Fundo de Participação PIS-PASEP em cotas proporcionais ao salário e tempo de serviço. Já a partir de 1988, a contribuição do PIS começou a ser chamada de Abono Salarial, que equivale a um salário mínimo e é o que vale até os dias atuais.

Como consultar PIS pela internet

O processo para consultar PIS pela internet é muito simples e rápido. E, saiba que esse processo é indicado para quem não sabe o número do PIS ou então perdeu a carteira de trabalho e precisa consultar o número do PIS online. Por isso, saiba para a consulta é preciso estar com o CPF em mãos. Confira como fazer a consulta:

  • Entre no site Meu INSS;
  • Toque em Entrar;
  • Se não tiver cadastro, então é preciso fazer na plataforma. Para isso é só preencher os campos que são solicitados, como data de nascimento, nome, CPF, e-mail celular, nome da mãe e estado;
  • Após se cadastrar é só digitar o número do seu CPF e a senha;
  • Agora faça o login;
  • Se quiser mude a sua senha e pronto;
  • Agora será possível consultar o PIS online.

Saiba que também tem como consultar o PIS pela internet usando o aplicativo da Caixa. Veja o passo a passo de como fazer isso:

  • Instale o aplicativo Caixa Trabalhador em seu celular;
  • Após o download abra o aplicativo;
  • Digite o número do seu PIS e toque em Acessar;
  • Saiba que não é preciso fazer cadastro prévio para consultar benefícios no aplicativo;
  • A tela inicial já vai exibir se tem cota do PIS disponível;
  • Para conferir os valores, realize um registro ou recupere a senha;
  • Se tiver algo disponível para você, confira as datas de saque.

Qual o valor do PIS em 2022

O valor pago do PIS em 2021 é de até um salário mínimo, ou seja, R$1.100,00 e varia de acordo com o tempo que o beneficiário trabalhou. Se a pessoa tiver trabalhado o ano todo, recebe um salário mínimo. Agora, se tiver trabalhado um mês só, ganha proporcionalmente 1/12 do salário mínimo.

De acordo com o Ministério da Economia, os valores são arredondados para cima. Por exemplo: Se o cidadão trabalhou por um mês, ele tem o direito de receber R$91,67 de abono salarial, mas como esse valor é arredondado ele recebe R$92,00.

Saiba que a Caixa Econômica Federal fica responsável pelo pagamento dos funcionários de empresas privadas, no caso do benefício PIS, enquanto o Banco do Brasil fica encarregado de realizar o pagamento de funcionários públicos, ou seja, do benefício PASEP.

Quem tem direito ao benefício do PIS

Quem tem direito ao benefício do PIS são os trabalhadores que tem carteira assinada e recebe até dois salários mínimos e que esteja há pelo menos cinco anos inscrito no PIS/Pasep e que tenha trabalhado pelo menos trinta dias no ano base, esses são os trabalhadores que tem direito a esse benefício.

O abono salarial conhecido também como PIS é um benefício que alguns trabalhadores tem direito, sendo eles aqueles que possuem renda mensal de até dois salários mínimos. Além disso, é essencial que a empresa onde a pessoa trabalhava no ano-base do PIS tenha informado todos os dados ao governo, pois se não tiverem feito isso os trabalhadores correm risco de perder esse benefício.

O PIS é concedido todos os anos aos trabalhadores que tenham registro no PIS há pelo menos cinco anos e que tenha trabalhado com carteira assinada por pelo menos trinta dias no ano.